domingo, 26 de junho de 2011

pelas taças e pelo calibre

Se há duas coisas nesse Mundo em que eu queria aprender mais, seriam vinhos e armas (contando as espadas e adagas).

Me gusta muito! Claro que não juntas, por favor. Vamos manter a sanidade e preservar vidas, inclusive as nossas.

E, por favor, relaxem seus corações. Não sou nenhuma bêbada e muito menos uma bandida. E podem descartando a opção de ambas também. Sou sim uma curiosa que encontra charme nesses dois ítens. Até porque se eu não passasse meus dias contando histórias sobre pessoas, seria uma policial (ou algo do tipo, como uma detetive). Se bem que pelas espadas e adagas eu me candidataria à ninja, também.


É bem isso, acho charmoso, excitante e diferente. A atração acontece e o assunto se desenvolve! Não que eu queira sair atirando por aí, longe disso, o apego é pelo porte. E o mesmo acontece com os vinhos, vai dizer que não é um encanto quando alguém chega com todas aquelas informações sobre o ano, a qualidade das uvas e o tipo de armazenagem da garrafa de vinho quando você só esta ali sabendo quando é que vão servir sua taça novamente?! Bem... eu acho!

Dias desses empunhei uma arma. Com todo cuidado e com o olhar de um profissional, e por pouco tempo [bem menos do que eu queria, é verdade]. Foi demais! Queria entender mais disso de calibres, coldres e tudo mais... Bang, bang... você venceu! Por hora, só me especializando em Jornalismo Policial para me aproximar disso. E digo o mesmo para a Crítica Gastronômica, em relação aos vinhos.

Enquanto isso me detenho em suspirar aos ver os policiais, detetives e ninjas [wath?] arrasando por aí, armados e poderosos. E continuo a ler os rótulos das garrafas [e dos garrafões] de vinho, a ver se aprendo algo de útil. Tin, tin....


sexta-feira, 24 de junho de 2011

há de arder...

começou um incêndio em mim
e, simplesmente, não se sabe como apagá-lo.


sa

quarta-feira, 22 de junho de 2011

sem essa de rebimboca da parafuzeta


Eu, que nem sei dirigir, aprendi a trocar um pneu hoje. Sim... a guerreira da independência aqui não tem a mínima noção de como se liga um carro. Ok, eu libero vocês para as risadinhas!

Entendam, tenho sérios problemas com ritos de passagem e esse é um dos quais ainda não consegui ultrapassar. Essa vida 'adulta' ainda não me caiu como uma luva. Tem coisas que eu ainda prefiro não saber... como eu disse, entendam!

Pois bem, hoje aprendi a trocar um pneu e a não ser enganada pelos mecânicos marotos de que o problema está na rebimboca da parafuzeta. De 'penetra', fazendo uma matéria sobre um Curso de Mecânica para Mulheres, aprendi com outras 30 moçoilas espertíssimas coisas muito interessantes e esclarecedoras. Mesmo ninguém me ensiando a dar a partida no auto.. me diverti com tudo.

Se bem que o mecânico instrutor achou que era brincadeira minha quando disse que não sabia dirigir.

s

domingo, 12 de junho de 2011

como são as discípulas do vento

   Sou uma pessoa que adora descrições. Me afirmo no deleite de saber o que pensam sobre mim. O meu espelho é turvo e, por vezes, assusta-me. Definiticamente o que vejo de mim não é a visão dos outros. O que me tranquiliza é que isso acontece com toda a gente. Ufa!
   Não que eu acredite em Horóscopos, ou desenhe a minha vida através deles. Mas me divirto em saber o que dizem ou prevêm. E como sou curiosa que sou, qualidade (?) das Aquarianas, encontrei essa descrição sobre as mulheres de vento. Apreciem. E aprendam... ;)
A Aquariana...

Quando estão amando (veja bem, eu disse a-man-do mesmo) as aquarianas são extremamente fiéis. Pode confiar. Bem, mas não vivemos num mundo perefeito né verdade? Compensando sua dedicação, a aquariana é dotada de um alheamento e falta de emoção em relação às pessoas, que é de se apostar todas as suas fichas como ela não está tão afim de você. Mas ela está. Basta deixar que ela se envolva com sua deliciosa lista de 6 bilhões de assuntos que ela precisa pesquisar e descobrir. Bem como seus outros 6 bilhões de amigos (um em cada canto do universo). O maior erro que você poderia cometer na sua vida seria amarrar os pés das discípulas do vento, ao pé de uma cama.

Acostume-se. Passe a encarar com naturalidade o fato de que ela pratica capoeira, lê livros em cima da árvore (não embaixo), e decide passar as férias trabalhando como voluntária da Cruz Vermelha. Lembra quando você a viu na TV amarrada na árvore que iam derrubar? Pois então. Achei normal. Ela é a única por onde passa a ideia de perseguir uma estrela cadente, enquanto todos os outros estão concentrados em realizar pedidos. E olha que eu ainda não cheguei no principal.

A aquariana não pertence a ninguém porque ela é de domínio público. Elas insistem e precisam ser livres. No entanto, a pessoa que aceita os seus termos, terá sua profunda admiração e devotamento. Ela sabe que não é fácil. Devo dizer que paixão realmente não é o forte delas. Passam longe do que são as mulheres de escorpião. Serão como borboletas, imprevisíveis, vivendo de acordo com seu próprio código, em sua trajetória singular. No fim da história, ela sofre de um medo secreto de se apaixonar demasiadamente por alguém e acabar negligenciando o mundo e todas as outras pessoas que precisam dela, e vice-versa. Basta dizer que ela é a esposa perfeita para um piloto de avião.

Seu temperamento, bem como o amor que dedica, é definidamente impessoal. A aquariana ama mais a humaninade do que o ser humano. Então elas não demonstram o que estão sentindo muito facilmente. As palavras com as quais elas expressam o seu amor são frustrantemente limitadas. Ela pode ser como um flamingo posudo e elegante nas mais diversas situações, mas em matéria de amor ela se transforma num ogro estabanado. É muito comum que ela viva confundindo amor e amizade tamanho seu desligamento com questões de espécies mais quentes, digamos assim. Há muita coisa linda e maravilhosa pra se ver por ai do que sua cara todos os dias.

É dificil, eu sei. Mas se você está apaixonado por uma mulher dessas há de reconhecer: nunca você acreditou tanto em mágica como acredita agora. É nítido como as aquarianas realmente se destacam, não pelo brilho como as leoninas, pelo sucesso como as capricornianas ou pelo apelo irresistível das mulheres de escorpião. As aquarianas são a cereja do bolo simplesmente porque elas não fazem parte daquele lugar.

Ela é internacional, onde quer que ela esteja.

Não é ótimo? Você pode ter um produto importado, que prevê o futuro, sabe de tudo que está acontecendo e que ainda te ama nos dias em que você se sente menos amado. Tudo isso pelo preço de você não ser tão conservador e reservar sempre uma boa mente aberta.

Eu queria. Você não?

 .