segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O que é pra se dizer



Aqueles que têm o poder de querer, de pedir e de apontar o escolhido, me deixam intrigada. Eu também tenho esse poder. Muita gente tem. Outros, nem sei. Mas será que sabem escolher direito? Meu medo é esse.

Fazer as coisas certas é muito estranho. Tem como saber? Alguém diz pra gente sempre como é? Diz? Me conta!! Tá me faltando muito isso, saber. As coisas que acho parecem estar muito confusas. Demais.

Tem gente me olhando torto o tempo todo. Gente que me aponta o dedo, que me encara e até tropeça em mim por gosto. Mas não diz nada. Morderam a língua dessa gente?

Por favor, parem de abrir a boca só para me botar a língua pra fora. Abram essas bocas e me digam algo. Me digam que estou ótima. Ou que já cai do precipício. É sério, não sei mais ver a diferença.


Um comentário:

  1. O objetivo de um ano novo não é que nós deveríamos ter um ano novo. É que nós deveríamos ter uma alma nova - [Gilbert Keith Chesterton]

    Feliz Natal, guria! :D

    ResponderExcluir

Está convidado a traficar palavras comigo!