sábado, 25 de dezembro de 2010

O que faz o meu Natal Feliz

Resolvi fazer um mash-up dos acontecimentos que só me surgem nesta data fantástica em que o Mundo inteiro se movimenta e se une em torno de uma energia muito boa, que é o Natal.

Bueno, segurem seus panetones e vamos nos jogar nesse meu remeber.

Bons Natais a todos vocês que fazem a minha alegria visitando o Blog e lendo meus textos.
.
.
.
Natal é...
- Ter que criar uma pasta especial no teu e-mail pra depois ler com calma e tempo o caminhão de mensagens e powerpoints natalinos.
- Reforçar a fé e testar a paciência esperando 1h e meia numa fila para a confissão. E ainda deixar o povo inquieto por ficar de papo com o padre.
- Ir na Missa do Galo 30 minutos adiantado só pra não ter que ficar de pé. E ouvir da sua mãe que seu vestido não está apropriado para uma Igreja. [wtf]
- Juntar a família, ou parte dela. Sendo que a presença in loco por vezes se torna um mero detalhe e o telefone se transforma na única forma de contato.
- Desligar as luzinhas da Árvore de Natal porque a tomada se torna mais útil para ligar o ventilador.
- Comer um pão com frutas secas e achar uma delícia. Mesmo não gostando de frutas secas.
- Saber que chegou a meia noite por causa dos fogos de artifício que pirilampam em toda a cidade. E ficar na sacada apreciando o show de luzes.
- Refazer a maquiagem e caprichar no perfume pra ir no Baile de Natal.
- Desejar taaaanto Feliz Natal para as pessoas que encontra no Baile, que lá pelas tantas você larga ‘Feliz Páscoa’, ‘Feliz Aniversário’ e outras felicitações fora de época.
- Achar que o Baile era a Fantasia e que as únicas pessoas que não sabiam disso era você e seus amigos. Vou te contar, até cosplay da banda Green Day eu encontrei nessa última festa. Sem contar o povo que vai ‘fantasiado’ de china de cabaré, de ‘sai da academia e fui pro baile’ e de ‘esse vestido é menor que eu, mas uso mesmo assim’. #deusolivre
- Ouvir todo a festa cantando junto quando toca 'Amigo Punk' e 'Peleia' #bomdemais
- Rever gente que há moooooito tempo tava ‘desaparecida’ e ficar perguntando por onde anda o resto do povo.
- Dançar com pessoas desconhecidas. Sempre aproveitando a ginga pra queimar as calorias obtidas na ceia.
- Encontrar uma cadeira vazia pra sentar porque os pés tão doeeeeendo e a sandália ta te matando.
- Do alto do terraço do Clube Casino, ver o sol alegretense nascer.
- Ouvir sua vida toda contarem fatos sobre as homéricas brigas de fim de festa na frente do Casino. E, só aos 23 anos, presenciar uma. Sendo que um dos envolvidos é um ex-colega de ensino médio e desafeto da adolescência que ficou lavado de sangue ao ser cortado com uma garrafa quebrada. Prestar ajuda ao guri e se sujar de sangue escutando ele te pedir desculpas pelas coisas que ele aprontou contigo. “Tu era guria, eu era guri... me desculpa por aquilo”. #choquei
- Ir pra casa de carona. Com o pai. Com o pai da amiga. Com o primo. Com o namorado da amiga. Com o irmão da amiga. Com algum desconhecido. Com alguém que você conheceu na noite mesmo. Com o tio do táxi. Ou então, a pé mesmo...segurando as sandálias na mão e com a prima te carregando.
- Chegar no seu lar e atacar a geladeira. Tendo a torta-fria como motivo de toda a sua alegria.

2 comentários:

  1. Exagerou na maquiagem, Bárcia Bárcia! Hihihi! =D Natal é... época de engordar! xDD Hihihi! O pior é que é seguido do Reveillon... que ajuda a engordar... =/ mas pelo menos a gente ganha uns presentinhos pra consolar xDD *Mia esqueceu o verdadeiro significado do Natal* Bjss

    ResponderExcluir
  2. hahahaha
    maquiagem de noite é assim mesmo \o/

    Mia, até o Natal que vem termino de montar o quebra-cabeças de MIL peças que tu me deste de presente. pode crer ;)

    ResponderExcluir

Está convidado a traficar palavras comigo!