quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

já podem revisar a minha certidão de nascimento

 
Aprender a ser adulto é instigante. Isso digo eu, prestes a marcar mais um ano de vida ao meu calendário. Ainda por este mês começo a operar no sistema 2.5 e esse fato tem me revolteado as ideias. 

As dúvidas que já me estavam bem esclarecidas parecem que acharam uma forma de vigorar nos pensamentos. As forças já estabelecidas, andam se curvando para questões bem duvidosas.



Lí em algum lugar que aos vinte e cinco anos a pessoa já não é mais 'jovem' (seria esse o termo exato? acho que não.. mas enfim.) Que depois desta idade somos reconhecimente adultos (ênfase para essa 'distinção'). 

Mas eis que me pergunto.. o que significa isso? Por acaso agora não tenho mais chances de errar, de fazer brincadeirinhas e descontrações? Será que tenho que deixar de lado as músicas não tão sérias que me dou o prazer de escutar? Deverei dizer que aos sábados pela manhã eu assisto a documentários, e esconder que me delicio vendo desenhos animados? Ou será que tenho que esquecer, lá na última gaveta do armário, as bermudas curtas, os vestidos esvoaçantes e as blusas de um colorido berrante? Quero não!

Digo tudo isso pelo fato de pensar que era assim que uma pessoa de 25 anos deveria agir. Aos meus 15 anos, era essa a minha ideia. Se bem que nem mencionei  que, na minha cabecinha,  tal idade implacaria em estar no auge da carreira, quase uma mulher de negócios bem estabilizada. E, claro, já casada. Se for assim, revisem a minha certidão de nascimento! Nada confere, meus amores.

Ah, amores! Isso eu comento pra vocês logo que o Cara lá de cima entender que eu já sou grandinha o suficiente para cuidar de mim e poder repartir meus quereres com outro alguém. Por ora, é o que temos para hoje.

Um comentário:

  1. Quando a gente tem 15, imagina um mundo tão diferente. Estou nos meus 19 e ja tenho essa decepção de adulto, porque a vida é esta, de adulto. Trabalhar, Estudar, Comer, Dormir e bla bla bla... parece que não há margem para erros.

    ResponderExcluir

Está convidado a traficar palavras comigo!