quarta-feira, 16 de outubro de 2013

da dor da gente


Tenho uma dor de concha extraviada.
Uma dor de pedaços que não voltam.
Eu sou muitas pessoas destroçadas.
Manoel de Barros

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Está convidado a traficar palavras comigo!